Primeira Bolha do Mercado Financeiro

Tulipomania

Você sabia que a primeira bolha do mercado financeiro foi ocasionada por flores? Mais especificamente pelas tulipas!

Onde e quando aconteceu a primeira bolha do mercado financeiro?

Muitas pessoas já ouviram falar sobre a Crise de 1929, também conhecida como  a Grande Depressão ou, mais recentemente, sobre a  Crise Imobiliária de 2008, popularmente chamada de Subprime

Mas o primeiro registro histórico de uma bolha no mercado financeiro aconteceu no século XVII, em Amsterdã, na Holanda, cuja grande “culpada” foram as tulipas, motivo pelo qual os Países Baixos têm uma beleza deslumbrante.

Tudo começou em 1593, quando o botânico Carolus Clusius levou à Holanda alguns bulbos de tulipas após visitar Constantinopla, atual cidade de Istanbul, na Turquia. A partir daí, elas passaram a chamar a atenção na vizinhança a ponto de serem roubadas para revendas, uma vez que eram muito raras. 

A popularização das tulipas, levou à tulipomania!

As tulipas ganharam seu espaço e se popularizaram, fazendo com que ficassem super valorizadas a ponto de um bulbo de tulipa custar o equivalente a uma casa em Amsterdã, ou seja, R$200 mil

O cenário estava tão atraente que as flores passaram a ser negociadas na Bolsa de Valores de Amsterdã em 1636. Todavia, como a floração demorava entre 7 e 12 anos, a negociação acontecia através de contratos de tulipas, assemelhando-se aos contratos futuros nos dias de hoje, nos quais o comprador teria UMA tulipa por um determinado valor ao final. 

O império da tulipomania, teve sua queda!

Como “Time is money”, os compradores adquiriam um contrato por um valor e repassavam para outros interessados a um custo um pouco maior mas que, teoricamente, era insignificante perto do lucro que seria obtido com a floração da tulipa uma vez que seu preço não parava de subir. 

Porém, como nem tudo são flores, o elevado preço das tulipas passou a ser insustentável e não haviam mais compradores interessados.

Posts Relacionados